in , ,

As doenças mais comuns em cada raça de cachorro

Você já deve ter ouvido que casar com primos pode ser ruim, pois os filhos podem nascer com problemas genéticos! Isso também acontece com os cachorros, quando acontecem os cruzados forçados, ou seja, quando os seres humanos existem em cruzar animais, podemos gerar uma raça mais propícia há algumas doenças.

O intuito desse artigo é alertar você que tem alguma dessas raças, ou você que deseja ter.

Dessa forma fica mais fácil ficar de olho na saúde do seu cãozinho.

 

Labrador

 

O labrador é um cachorro bem brincalhão! Porém, é uma das raças mais destinadas a sofrerem de problemas ósseos e também de insuficiência renal.

Outro problema que pode ser comum na raça é a torção gástrica, caso que pode ser mais grave e levar até mesmo esses cãozinhos a morte.

O clássico filme, que fez muita gente chorar, Marley e Eu, retrata exatamente o pet sofrendo desse problema tão comum nos labradores.

 

São Bernardo

 

Essa raça é de porte grande, e pode chegar até os 90 kg! E justamente por isso é que está mais propenso a sofrer de dilatação gástrica, assim o estômago vai se estender devido ao acúmulo de gases.

O estômago da raça pode se dilatar a ponto de fazer uma torção sobre si mesmo, prejudicando diversas áreas, como o sistema digestivo.

 

Dobermann

 

O Dobermann é uma das raças mais inteligentes, e também mais fortes e velozes que tem. Eles costumam ter problemas no coração, seus ventrículos se dilatam fazendo com que o musculo cardíaco fique fraco na hora de contrair e de bombear o sangue.

Isso vai levar a insuficiência cardíaca e também ao acúmulo de líquido no pulmão. Essa doença é tão frequente que estima – se que ataca pelo menos 40% de todos os cachorros da raça maiores de 8 anos.

 

Rotweiller

 

O rottweiler chega a ter uma expectativa de vida de 10 a 12 anos, não sendo a maior expectativa dentro do mundo canino. Isso acontece porque eles podem apresentar problemas no quadril ou problemas de ligamento, assim é comum o animal ficar com as juntas inchadas ou manco.

Além disso é uma raça que está mais propensa a sofrer de alergias e também de hipotireoidismo.

 

Buldogue Inglês

 

A raça em macho apresenta – se de forma compacta mas ao mesmo tempo pesada. Já as fêmeas apresentam uma pelve mais estreita e fina, essas duas características faz com que seja quase impossível o acasalamento entre os dois!

E para que o buldogue inglês continue a procriar é feita uma inseminação artificial, e a maioria dos partos feitos através de cesárea, por conta da cabeça do feto.

Por conta do tipo de parto e também pela inseminação artificial que o cão tem uma saúde mais comprometida, e requer mais cuidados com a saúde.

 

Pug

 

Como o pug tem um focinho bem curto o ar não tem tempo de resfriar, antes de chegar aos pulmões do animal. Dessa forma sua temperatura corporal é aumentado.

Por isso quando o pet faz atividades mais puxadas, ou brinca demais em dias quentes, pode ter crises fatais.

Os cães de focinho curto precisam de maiores cuidados por isso, inclusive não são os mais indicados para uma viagem de avião.

 

Golden Retriever

 

O que acontece na raça, é o mesmo que acontece com diversos cães grandes! A cabeça e o fêmur não se encaixam da forma correta na bacia, e isso acontece uma displaxia.

Displaxia essa que pode comprometer toda a mobilidade do pet, principalmente em relação as patas traseiras. Outra coisa bem comum no animal é aparecer um desgaste da articulação do cotovelo.

 

Pastor alemão

 

O pastor alemão apresenta um problema de displaxia, o mesmo que relatamos no Golden acima. Acontece que nesse caso é pela formação de sua articulação traseira, o que pode gerar muita dor ao animal, e até mesmo o fazer deixar de andar.

 

Pinscher

 

A raça costuma ter problemas no joelho, e também na cabeça do fêmur! Além de epilepsia e sarna negra. A sarna negra não pega em nós, mas pode fazer com que o animalzinho sofra muito, e fique extremamente debilitado.

 

Shih tzu

 

Essa raça pode apresentar problemas na córnea do olho, maiores dores de ouvido, e pedras no rins que podem chegar a uma insuficiência renal.

Além de uma doença chamada cherry eyes, que deixa o olho do animal com uma boa vermelha que só consegue ser retirada com intervenção cirúrgica.

 

Maltês

 

O Maltês é um cão de porte pequeno, extremamente dócil e companheiro! Mas infelizmente pode sofrer problemas em suas articulações, no seu fígado e também em seus olhinhos.

 

Pit Bull

 

Esse animal que pode ser extremamente violento, dependendo de sua criação, pode apresentar também alguns problemas bem comuns de saúde. Como alergias na pele e queimaduras solar, além de fraturas dentarias.

Além disso podem sofrer de displaxia, o que podem os deixar com fortes dores e problemas de locomoção.

 

Boxer

 

A raça boxer está mais propensa a desenvolver algumas doenças como câncer, doenças gástricas e também de ordem cardíaca! Além de ter mais chances de desenvolver o hipotireoidismo.

A displaxia coxofemoral que vimos em algumas raças, também estão mais propensas a acontecer com o boxer.

Independente da raça do seu pet é importante fazer avaliações periódicas no veterinário, para garantir que tudo se encontra bem!

E se você gostou desse artigo sobre a saúde dos pets continue em nosso site e confira muito mais.

What do you think?

-3 points
Upvote Downvote

Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comments

0 comments

Cuidados com cães idosos

As maiores raças de cães