in

As raças mais perigosas do mundo

Que o cão é o melhor amigo do homem, todo mundo já sabe! não existe um animal doméstico mais fofo, companheiro e também amável, não é a toa que a relação com esses animais mudaram com o passar dos anos.

Se antes, o lugar do cachorro era no quintal, hoje o lugar dele é dentro de casa, o mais perto de nós possível.

Porém, há algumas raças um pouco mais perigosas do que outras, e que podem demonstrar comportamentos mais agressivo. Tudo isso acontece porque os cachorros são derivados dos lobos, e por isso ainda guardam algumas características, entre elas a agressividade em forma de defesa.

Por essa característica de lobo o cão ou é dominado, ou dominante, por isso é bom o dono já se mostrar como ‘’chefe da matilha’’ desde o início.

Com a seleção artificial feita por nós, seres humanos, algumas raças se tornaram mais agressivas que as outras, e você vai conhecer mais sobre elas em nosso artigo de hoje. Confira.

 

Cão – Lobo

 

O cão – lobo é resultado do cruzamento de um cão doméstico com um lobo, e por conta disso esses cães já apresentam um instinto mais agressivo, principalmente porque são ligados a caça, por isso até mesmo na hora de comer eles podem se mostrar mais agressivos do que outras raças.

Esses cães também demandam de um grande espaço aberto em casa, para que possam correr a vontade.

Há algumas raças mais adequadas para se cruzar com um lobo, como o Husky Siberiano, Malamute do Alasca e também o Pastor Alemão.

 

Chow Chow

 

Esse cãozinho é pra lá de fofo, parecendo um ursinho de pelúcia. A raça se originou na Ásia e é considerada bem difícil e também bem teimosa.

A raça que possui língua azul precisam de um adestramento bem intenso para não se tornar um cão agressivo. A raça costuma atacar desconhecidos que ‘’ameaçam’’ os seus donos, ou entram em seu território.

Por isso pode não lidar bem com desconhecidos. Passear bastante com essa raça pode reduzir as chances deles se tornarem mais agressivos.

 

Doberman

 

A raça nasceu lá na Alemanha, e começaram a ser usados como cães de guardar, porque sempre que se sentem ameaçados, atacam o alvo.

São cães bem leais, sem dúvidas, porém quando são repreendidos por algum motivo partem para agressão intensa, principalmente se essa repreensão vir em forma física.

Além da característica mais agressiva é um cão que tem uma inteligência acima da média.

 

São Bernardo

 

O São Bernardo é uma raça de porte natural grande, originada nos Alpes Suíços. Eles são bem conhecidos por serem utilizados em missões de resgaste.

Por todas essas características toda vez que essa raça se sente ameaçada ela pode atacar de uma forma bem agressiva, por isso é necessário bastante treinando e também pulso firme.

Durante a Segunda Guerra Mundial esses cães quase desaparecerem, sabia? Mas para que isso não acontecessem foram cruzados com a raça Terra Nova, que faz com que eles existam em pelagem longa e mais curta.

 

Malamute do Alasca

 

Essa raça se originou no Alasca, como podemos perceber pela nome. É uma raça bem parecida com o lobo, que o Alasca puxava trenós. Dos lobos com certeza pegaram a ‘’herança’’ da agressividade.

Por isso é bem difícil treinar esses animais, que precisa gastar muita energia entre corridas e brincadeiras para não ficar agressivo.

Geralmente não conseguem conviver com uma raça menor em casa, pois partem para um força bruta e atacam.

Eles são bem grandes, maiores que os Huskies.

 

Husky Siberiano

 

A raça de Husky Siberiano se originou na Sibéria. Eles costumam ter muita força, serem velozes e agressivo, tudo isso pelo seu instinto que é mais primitivo, e apresenta uma maior dificuldade em se relacionar com os seres humanos, principalmente com crianças, pois podem achar que são presas e acabar as atacando.

Mesmo com toda velocidade e força que a raça apresenta não são cães recomendados para guarda.

 

Pastor do Cáucaso

 

Raça que veio da Rússia e que foi bastante utilizada como cão guarda nas fronteiras, na época da guerra. Por conta do seu tamanho a raça é bem perigoso quando é orientador para o ataque, seu temperamento comportamental é o que mais preocupa, pois pode atacar qualquer pessoa que achar estranha.

Por isso necessita de bastante treinamento para se tornar um cão mais sociável.

 

Rottweiller

 

A raça teve sua origem na Alemanha, e era bem utilizado como cão guarda e pastoreiro. Por si só a raça já apresenta comportamentos agressivos, mas se sua criação for agressiva isso pode piorar mais ainda.

O instinto da raça é de ser violenta, pois seu cruzamento foi com raças mais agressivas. Mas além disso são rápidos e leais.

 

Pitbull

 

O Pitbull é uma mistura de raças bem agressivas, e que sempre foram treinadas para participar de brigas, e por isso mostram tanta violência e rapidez.

Em todo mundo eles e os Rottweillers são os cães que mais atacam pessoas! Mais de 50% dos ataques são feitos por essas raças.

E por isso o cachorro foi proibido em alguns lugares dos Estados Unidos, já que sua mordida é considerada uma das mais potentes dentro do mundo dos cachorros.

Devemos lembrar que essas raças são agressivas por instinto, mas tudo também depende da criação que o dono vai proporcionar, podendo ser raças totalmente sociáveis e amigáveis com treino.

E se você gostou do nosso artigo de hoje continue em nosso site e confira muito mais.

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0

Comments

0 comments

As raças mais inteligentes do mundo

As raças mais teimosas e difíceis de ensinar