in

Cachorro Macho ou Fêmea? Veja as diferenças

A verdade é que os dois gêneros apresentam vantagens e desvantagens. No passado existiam muitos mitos sobre a fêmea, que era muito mais difícil de cuidar por conta do cio. Esses mitos foram caindo e hoje se sabe que a fêmea não é tão complicada e o macho também tem suas desvantagens. Para saber se você deve comprar um macho um uma fêmea, é importante analisar as características de cada um e seus próprios objetivos. Assim você consegue decidir a melhor opção para você.

“O que sabemos é que o macho, para apartamento, tende a ser mais trabalhoso, pois no processo de marcar território acaba urinando em várias partes da casa, contudo isto é algo que com a castração desaparece. As fêmeas em contrapartida têm a questão do cio, do sangramento, da falsa gravidez e da gravidez in desejada, questões estas também eliminadas pela castração da fêmea”, explica o dr. Luiz Fernando Lucas Ferreira, médico veterinário e sócio-proprietário da Clínica Professor Israel, em Belo Horizonte.

Marcando o território

Essa é uma forte característica dos machos, pois eles, instintivamente, usam o cheio de sua urina para mostrar que estiveram lá antes de outros cães, ou seja, aquele é o espaço dele. Felizmente, segundo Ferreira, a castração acaba com a necessidade do cãozinho demarcar território. Além disso, também é possível ensiná-lo a urinar apenas em um espaço. “Você conseguirá resultado mais eficaz se fizer esse condicionamento o mais cedo possível, já aos 5-6 meses de idade do cão. Em apartamentos, os donos costumam colocar um local com jornal e treinar o animal a fazer necessidades apenas naquele local”, aconselha Aline Brasil, professora do curso de vete rinária da Anhanguera Unipli.

O cio

Um dos maiores receios de quem opta por uma fêmea é o cio e o pesadelo de sujar toda a casa, os sofás e ficar aquela bagunça. Realmente, quando entram no cio as cadelas têm sangramentos que podem gerar esses inconvenientes. “Este sangramento se dá no início do cio devido as elevadas concentrações de estrógeno. Algumas cadelas são mais discretas no sangramento, pois estão constantemente se lambendo e o fluxo é menor. Outras o fluxo é intenso”, afirma Aline Brasil. Atualmente já existem diversas opções de calcinhas e absorventes de corados para pets, com o objetivo de não sujar a casa, o chão e os móveis. Entretanto, para o veterinário da Clínica Professor Israel, hoje em dia é mais aconselhável a castração do pet.

Companheirismo e Educação

Nesse caso, não depende tanto do gênero do pet e sim da interação com a família e da raça. Os caos, em geral, já são bons companheiros. E a educação também depende mui to mais do temperamento do cão e do comprometimento da família em relação aos ensinamentos do filhote do que com o gênero. Ou seja, essas questões acabam não interferindo na escolha entre o macho e a fêmea. Depende mais do gosto e preferência da família.

Castração

Castrar o seu animal pode ter várias razões, como acabar com a marcação de território do macho ou com o cio da fêmea, mas além dessas questões, um ponto muito importante é a prevenção de doenças. “Optar pela castração de fêmeas deve-se a inúmeros motivos: evitar o apareci mento de ninhadas indesejáveis, evitar cios, evitar acasalamentos indesejáveis (quando você tem animais de sexos opostos em um mesmo local), evitar pseudociese (gravidez psico lógica) e com certeza, diminuir o ris co de aparecimento de tumores de mama e piometra ”, explica Aline Brasil. Segundo a veterinária, as cadelas são predispostas ao aparecimento dessas doenças do trato reprodutor por causa da característica do seu ciclo estral (cio): seu organismo fica longo tempo sob o domínio da progesterona. “Com ou sem gestação esse longo tempo sob o efeito da progesterona acontece e isso predispõe ao aparecimento dessas doenças. Por isso aconselhamos se você não quer que sua cadela tenha filhotes, castre o mais cedo possível (antes de 01 ano).

Castrar a cadela com mais de 05 anos, por exemplo, não irá fazer a menor diferença no aparecimento das doenças, porque elas já foram submetidas ao efeito da progesterona por longo tempo”, esclarece. Para os machos, a prevenção de doenças também acontece, mas não é tão determinante quanto nas fêmeas. “No macho além da castração acabar com a marcação de território, promove a prevenção de câncer de próstata e de tumores perianais”, esclarece Luiz Fernando Ferreira. De acordo com a veterinária Aline Brasil, nos machos essas doenças ocorrem em cães mais velhos, diferente das fêmeas, que acontece pela própria característica do ciclo e dos hormônios.

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comments

0 comments

Veadeiro Pampeano

Posições estranhas que os cães dormem