in ,

Cachorro mimado, e agora?

Essa ‘’geração’’ de cães mimados está acontecendo porque a maioria das pessoas estão confundindo cães com filhos, e dessa forma tratam os pets como se fossem verdadeiros bebês. Claro que é necessário amar e cuidar de cada um deles, mas é preciso ter limites.

Se antigamente o lugar do cachorro era fora de casa, atualmente ele faz cada vez mais parte da família! Isso traz muitas coisas boas, mas também traz algumas reflexões!

Com todas essas mudanças é cada vez mais comum encontrarmos cães mimados por aí! E isso não é nada fofo, ao contrário, o pet vai ser de difícil convivência por todos.

Você pode até achar que está fazendo bem tratando o seu animal como se fosse um bebê, mas você está realmente fazendo algo bem ruim pra ele! além da dependência, criando um pet mimado.

Há diversos sinais que indicam que você está acostumando o seu cãozinho mal, por exemplo, há donos que oferecem travesseiros, ou cantam cações de ninar para que os pets durmam! Tendo esses e outros comportamentos você vai estar gerando no pet uma ansiedade de companhia, além de outros hábitos ruins.

Outra coisa que pode explicar esse fenômeno é que cada vez mais pessoas decidem ‘’substituir’’ o filho por um cachorro! Esses casais alegam que o gasto e o trabalho são menores, o que é verdade.

Mas no meio dessa substituição que pode se encontrar o erro das pessoas acreditando que o cachorro é um bebê e deve ser tratado como tal.

Em nosso artigo de hoje você vai saber mais sobre as consequências que pode gerar mimar o seu cachorro. Confira.

De uma vez por todas, um cão não é um bebê

A primeira coisa que deve ficar bem claro na vida do dono é que o cão não é um bebê, e não tem as mesmas necessidades que um bebê possui. Uma consequência dessa relação intensa paterno filial entre os donos e os cães é a ansiedade de separação.

Os cães costumam ter uma vida média bem inferior do que a nossa enquanto humanos, além disso eles são bem mais vulneráveis para diversas enfermidades. Quando você trata o seu cachorro como um bebê você está causando uma doença psicológica nele, que vai fazer com que o pet fique totalmente dependente de você.

Os cães são criaturas bem inteligentes, afinal, a natureza deles é de serem totalmente independentes, quando eles são muito mimados eles não vão conseguir suportar sua ausência, e vão desenvolver doenças como gastrite, colite, insônia, falta de socialização, entre outras.

A não ser que você queira parar toda a sua vida pra cuidar somente do pet! Temos certeza que não é o seu intuito.

Os estudos vem sempre relatando esse excesso de humanização, colocando que isso não é nada equilibrado! Quando você tenta que o seu animal seja o mais humano possível estamos falando de mudanças de comportamentos que isso vai gerar nele, afinal, ele não foi ‘’programado’’ pra isso.

Ter que mudar suas atitudes pode levar o pet a ficar mais agressivo, sentir mais medo, mais angústia, além de ficar bem mais estressado!

O grande ‘’erro’’ talvez seja associar características humanas nos cães, por exemplo, se o seu cão vai sempre a beira da mesa para pegar um resto da comida, você possivelmente vai ceder! As vezes ele nem está com fome no momento, mas é um comportamento que encontrou para conseguir o que queria.

O efeito Bambi

É chamado de efeito Bambi a ternura que os cães nos passam por conta do seu aspecto inofensivo, amável e que precisa de afeto. Com essa sensação fica quase inevitável não tratar os cachorros como crianças ou bebês, mas isso depende do seu controle! Todos os problemas que o pet pode desenvolver por conta desses cuidados excessivos são de responsabilidade sua, e não dele.

Você deve manter uma rotina de cachorro para o seu pet, e se policiar quando isso não acontecer! Sempre faça a seguinte pergunta para si mesmo ‘’Na natureza o meu cachorro teria esse tratamento?’’ se a resposta for não, possivelmente você não deve fazer.

Claro, não estamos falando de abraços, alguns mimos de comida, ou mesmo demonstrar afeto! Mas sim em humanizar diversos momentos na vida do pet.

Alimentação e vestimentas

Uma coisa que vem sendo bem relacionado a questão da humanização é a superalimentação do animal! Os donos acabam dando coisas que não deveriam para comer, ou mesmo enchem o cachorro de comida o tempo todo, puramente para satisfazer seus desejos, e como resultado disso temos a obesidade e milhares de problemas que podem estar acarretados por ela.

E tem gente que ainda dá comida na mesa para o animal, pode parecer até bizarro, mas isso realmente existe! Diversos especialistas já alertaram sobre essa prática, reforçando que isso pode causar doenças cardíacas e metabólicas.

Quanto as roupas, proteger o nosso pet de algumas condições é o correto, por exemplo, colocar sapatinhos para que eles caminhem no tempo quente, ou então uma roupinha em dias onde as temperaturas estão mais frias.

Mas vestir o seu cão a todo momento, cheio de acessórios é uma forma de tentar humanizar o animal! E isso não vai trazer nenhum benefício pra ele, pelo contrário, pode até mesmo o irritar e tirar a sua liberdade.

Por isso, se você realmente ama o seu cachorro simplesmente deixe que ele seja um cachorro.

E se você gostou do nosso artigo de hoje continue em nosso site e confira muito mais.

Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comments

0 comments

Emergência veterinária

raças de cachorros

Tudo o que você precisa saber para criar seu cão em um apartamento