Home Câncer em Cães Câncer em cachorros

Câncer em cachorros

80
0

Antes de ter um cão é importante saber que eles precisam de diversos cuidados. Seja de carinho, atenção, comida e até mesmo cuidados de saúde.

Acontece que os cães podem ter muitas doenças, inclusive doenças como as nossas, como o caso do câncer. Infelizmente o câncer em cachorros é uma doença comum, que atinge pelo menos metade dos cães que estão idosos.

E assim como em nós, o câncer em cachorros é algo bem grave, que precisa ser diagnosticado logo para que o tratamento seja iniciado.

Para isso é preciso entender o que pode levar um cão a ter mais risco do desenvolvimento de câncer, além de aprender a reconhecer os possíveis tumores.

Confira nosso artigo de hoje para conferir todas essas informações.

 

Fatores de risco para o câncer em cães

 

O mais frequente de acontecer é o câncer surgir em uma única célula e depois ir sofrendo mutações genéticas. Ainda não se sabe ao certo o que leva um cão a desenvolver câncer, mas já se sabe algumas coisas que podem auxiliar ou não nesse desenvolvimento.

 

  • Não é comum que câncer atinjam cães filhotes ou jovens! Geralmente o câncer surge em cães de meia idade ou idosos;
  • Nem todas a raças tem a mesma predisposição para sofrer de câncer. Algumas raças tem um maior risco da doença, como é o caso do Boxer, do Pastor alemão, e do Golden. Tudo isso se dá pelas características e genéticas desses animais;
  • As fêmeas tem maior chance de desenvolver câncer do que os machos, isso acontece devido as suas mamas;
  • O tamanho pode ser um fator de risco para o desenvolvimento de câncer, pois alguns câncer são bem mais frequentes em cães que pesam mais de 20 kg, ou seja, em raças consideradas grandes;
  • Assim como nós, o fator genético tem uma forte influência dentro da vida de um cão, há alguns que já vem com uma herança onde tem mais risco de desenvolver o câncer.

 

O diagnóstico

 

É muito importante que o diagnóstico seja feito o mais rápido possível, e para isso é preciso que o animal passe por consultas veterinárias, onde todos os exames serão realizados para detectar algo errado.

Se você já estiver desconfiado do problema em casa, deve avisar o veterinário imediatamente.

Uma das maneiras mais eficazes de identificar câncer nos animais é apalpar todos os dias, para perceber se não há nada errado, você pode fazer isso no momento da escovação, por exemplo, ou quando estiver dando carinho.

Nesses momentos para identificar a presença de um nódulo você deve fazer uma pressão maior com seus dedos em todas as áreas, como abdômen, pescoço, virilha, etc.

Além disso é importante sempre ter um veterinário de sua confiança para casos como esse.

 

Sinais que podem indicar que o cão está com câncer

  • Como já citamos a presença de nódulos anormais pelo corpo do animal pode ser um grande indicativo que algo está errado;
  • Existência de feridas e úlceras de difícil cicatrização;
  • Perda progressiva do apetite;
  • Perda repentina de peso;
  • Dificuldade em comer;
  • Dificuldade em engolir;
  • Sangramentos ou feridas nas patas dianteiras e traseiras;
  • Problemas para respirar, urinar e defecar.

 

O tratamento

 

Atualmente existem diversas opções de tratamentos, mas como já citamos vai depender bastante do tempo em que o diagnóstico foi descoberto.

É completamente normal e esperado que os donos fiquem em uma situação de angustia extrema, sem saber o que fazer, ou como agir nesse momento tão delicado na vida dos nossos queridos companheiros.

Muitas tratamentos vão tentar atrasar o processo de deterioração da saúde, além de aliviar a dor, com remédios do tipo morfina, esses remédios vão melhorar a qualidade de vida do seu pet, e o principal, retirar ao máximo as dores que ele pode estar sentindo nesse momento.

O processo de quimioterapia também está muito avançado, sua eficácia pode chegar até mesmo na quimioterapia aplicada em humanos. O processo pode demorar entre dias até 18 meses, tudo vai depender do estágio da doença.

Mas assim como em nós a quimioterapia também traz efeitos colaterais aos pets, que podem ficar ainda mais frágeis nesse momento.

Outro tratamento que pode ser feito com os bichinhos é o de acupuntura, é o procedimento é o mesmo que o nosso, aplicar agulhas especiais em diversos locais do corpo do animal.

Entre os muitos benefícios pode ser utilizado no câncer para melhorar o prognóstico além de retardar a doença.

A prática pode ser feito em qualquer animal, independente de idade e sexo sendo realmente um tratamento natural.

Mas claro, você deve sempre procurar os melhores profissionais, e os que consigam entender dessa prática para a aplica – lá no animal.

Mudar a refeição do pet quando ele estiver passando por esse momento difícil também pode ajudar para que o sistema imunológico se fortaleça e consiga lutar contra as células cancerígenas.

Adequar os melhores alimentos a essa fase também pode ajudar em todo o processo de quimioterapia!

Procure também um veterinário de sua confiança para fazer essas mudanças e essas adequações. Podendo ser indicado por profissionais até mesmo complementos nutricionais a base de vitaminas minerais e de antioxidantes.

Lembrando que são capsulas feitas especialmente para os animais!

E claro, durante todo esse tempo o seu pet vai precisar ainda mais de carinho e atenção, não o deixe sozinho nesse momento tão difícil. E se você gostou do nosso artigo de hoje continue em nosso site e confira muito mais.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.