in , ,

Cesárea para cachorro

A questão da cesariana é cada vez mais polêmica dentro do nosso mundo, sempre quando uma mulher vai ter filho primeiros os métodos naturais são priorizados.

Porém, no mundo veterinário fazer cesariana em uma cadela é cada vez mais uma solução extremamente confiável, e para muitos casos, pode evitar uma série de problemas na hora do nascimento, tanto para os filhotes como para as mamães.

Mas assim como no nosso mundo, nem sempre a cesariana é melhor indicação, há situações 02 mais específicas para que esse tipo de procedimento seja recomendado.

Algumas situações a cesariana é feita de forma emergencial, em outras situações é por conta das dificuldades da cadela.

Para conhecer melhor sobre a cesariana em cadelas continue em nosso artigo de hoje.

Casos

Cesariana em cadelas e partos distócicos:

A grande maioria dos partos realizados em cadelas são feitos de forma natural, mas alguns casos em específico e de forma emergencial são feitos através da cesariana, geralmente esses casos trazem riscos para as cadelas e para os filhotes.

Os principais casos onde a cesariana pode ser indicada, são:

Número de filhotes: Tanto o número de filhotes baixos, quanto o número de filhotes altos, podem fazer com que seja necessário a cesariana!

Isso porque essas condições apresentam um grande perigo para a cadela, em relação ao útero. Quando o número é baixo demais, isso pode representar também problemas, já que apenas um filhote não vai estimular para que o parto normal aconteça.

Cadelas com histórico de complicações no parto: Já as cadelas que tiveram partos anteriores, e por algum motivo tiveram problemas, precisam de uma cesariana programada para o seu bem estar.

Cadelas jovens ou muito idosas: Como as contrações uterinas para um parto normal pode não acontecer em cadelas muito jovens ou já idosas uma cesariana pode ser o mais indicado para que todos saiam a salvo da situação.

Raças com maior propensão a partos difíceis: Há diversas raças que podem contar com problemas mais graves durante o parto, temos exemplo de raças que tem o focinho achatado, como os pugs, os bulldogs, entre outros! Devido a sua condição anatômica, geralmente os veterinários optam logo pelo parto do tipo cesariana para não colocar a saúde do pet em risco.

Sofrimento fetal: É muito importante que a cadela tenha acompanhamento médico, dessa forma fica possível detectar a possibilidade de um sofrimento fetal, isso acontece quanto os filhotes estão tempo demais no útero, nesses casos são realizadas as cesarianas.

Características corporais desfavoráveis para o parto: Algumas cadelas com alterações corporais podem apresentar dificuldades quando o assunto é o parto normal, e por esse motivo precisam de cesarianas!

Geralmente cadelas com a bacia ou a vagina estreita demais não conseguem realizar um parto normal sem risco! Essa condição costuma ser bem comum em cadelas que já passaram por traumas ou mesmo fraturas nessas regiões.

Falta de assistência profissional: Sabemos que nem sempre a família tem condições o suficiente para dar o acompanhamento necessário para fêmeas grávidas, ou ainda há casos de pessoas que moram em regiões mais afastadas e com isso o acesso há um bom profissional é mais restrito.

Nesses casos para que a cadela não corra risco o ideal é uma cesariana já programada, assim os donos já sabem quando devem estar em alerta! E não precisam esperar uma situação de emergência para salvar a fêmea, o que dependendo da região, nem dá tempo.

Outros fatores: E além dessas condições que já mencionamos há outras que poderão levar a cadela a realizar um parto em condições de cesariana. Pode acontecer fatores como a ‘’descarga purulentas’’ uma condição que afeta a vagina da fêmea e ocorre em função da piometra durante a gestação, essa condição precisa de um diagnostico bem rápido para ser identificada, geralmente o veterinário consegue fazer isso de forma fácil através do ultrassom.

Se o problema for confirmado é necessário até mesmo um procedimento no qual o útero da cadela será retirado, ou seja, realmente é uma condição que merece toda atenção.

Além disso a cadela que estiver grávida e apresentar sintomas como vômitos ou diarreia pode estar intoxicada e isso é um grande aviso para que o parto normal não seja realizado! Por isso é importante estar atento aos sinais, e assim que isso acontecer levar já o seu pet para uma consulta com o profissional.

Muitas vezes na gravidez de seres humanos acontece de filhotes ficarem em posições anormais no útero da cadela, ou mesmo quando os filhotes apresentam um tamanho grande demais!
Geralmente esses casos acontecem quando cruzam uma cadela pequena, com um macho de grande porte (por isso é necessário cuidados antes de cruzar duas raças, por exemplo).

Nesses casos a cesariana é a melhor indicação para que o processo aconteça com sucesso! caso contrário pode acontecer a morte da cadela e também da maioria ou de todos os filhotes.

E para finalizar, além de tudo que já foi mencionado há como a situação ser identificada na hora do parto, por vezes tudo está pronta para que o parto seja normal mas a contração vem sem sinal de expulsão de filhotes. Ou mesmo contrações fracas, mesmo que a cadela não apresente nenhum fator de risco.

Partos que vão durar horas também são mais indicados em estilo cesariana do que normal, também para maior segurança! E o dono que tem uma cadelinha prenha precisa estar atento a todos esses detalhes! E se você gostou das nossas informações continue em nosso site e confira muito mais.

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0

Comments

0 comments

As melhores raças de cachorro para crianças

As raças de cachorro mais preguiçosas