Home Cuidados Como fazer o cachorro deixar de ter medo

Como fazer o cachorro deixar de ter medo

87
0

Seu cachorro se mostra medroso para tudo de diferente que aparece na sua frente? Nesse comportamento pode ter por trás o medo excessivo de algo, e isso não é saudável para a vida do nosso cachorro.

Mas como o eliminar e fazer com que o cachorro finalmente consiga superar os seus medos? Se você tem um cachorro medroso não pode deixar de conferir o nosso artigo de hoje.

A fórmula do medo

O medo pode sempre estar relacionado com a insegurança, que por sua vez pode ter relação com a baixa auto-estima, além disso o medo pode ter uma relação direta com o evento aversivo causado por um agente externo, que é popularmente conhecido como trauma.

Devemos ainda lembrar que os cães nascem mais dominantes ou mais submissos isso é algo que não podemos prever, e tem uma série de implicações genéticas! Os cães que nascem com maior predisposição a serem submissos podem ter maior predisposição a serem mais inseguros.

Em sua natureza os cães jamais teriam comportamentos relacionados ao medo, pois na matilha eles são obrigados a seguir em frente mesmo assustados. Ou seja, o medo não tem vez dentro do ambiente natural de um cachorro.

E por que o medo pode ser desenvolvido quando eles são domesticados? Justamente por culpa nossa! Isso mesmo, infelizmente se o seu cão está com sentimentos de medo o principal responsável é você!

Quando reforçamos esses comportamentos fazemos com que o sentimento fique ainda mais aflorado no nosso cachorrinho!

Se seguíssemos o instinto da natureza o quadro de medo passaria em poucos dias.

E como reforçamos esse comportamento?

Muitas vezes não reforçamos o medo do nosso cachorrinho por mal, isso acontece porque o humanizamos, ou seja, como o cachorro cada vez mais faz parte da nossa vida e da nossa família, é muito comum que estejamos sempre com um cuidado excessivo.

E muitas vezes nesse cuidado o tratamos como bebês! Pense que é mais ou menos como as crianças, se você der uma superproteção e não deixar que ‘’nada’’ aconteça, elas dificilmente vai conseguir se virar sozinhas.

Com os cachorros é mais ou menos a mesma coisa, a diferença é que quando um bebê sente medo nós temos que acolher e entender o que está acontecendo.

Quando um cão sente medo, naturalmente, a cadela dá apenas ferramentas para ele lidar com isso, facilitando seu amadurecimento, e é assim que deveríamos agir.

Se você parar para analisar toda vez que seu cachorrinho sentiu medo você o abraçou, deu palavras de carinho, ou mesmo deu palavras de consolo. E por incrível que pareça você está reforçando todos os comportamentos do seu cachorro.

Seu cachorro faz a seguinte associação ‘’toda vez que eu sentir medo eu vou ter carinho e atenção’’ e como ele gosta disso todo o medo vai aumentar gradativamente, até que o cachorro vai estar em um estado de medo realmente preocupante.

O que fazer nos momentos de medo?

Sabemos que você pode sentir muita dó do seu cachorro quando ele demonstrar medo, mas é necessário ter comportamentos diferentes nessas horas, é o melhor nesse caso é ignorar.

Quando perceber que seu cão está inseguro ou com medo, não o toque, não fale com ele, simplesmente finja que ele não está no ambiente.

Mas se antes você já reforçou o medo, e agora o seu cachorro ainda medroso demais é hora de antecipar o evento que causou o trauma, para isso o ideal é fazer alguma atividade que ele goste antes, e depois o levar até o evento que o causou trauma.

Dessa forma ele vai associar o momento de prazer, antes do evento traumatizante, e o medo pode ir embora! Lembrando que essas dicas funcionam para os cães que ainda estão no nível 1 do medo, se o cão está no nível 2, ou já desenvolveu alguma fobia, é hora de consultar um psicólogo para cães (sim, existe) ou mesmo um profissional em comportamento canino, essas são as formas mais efetivas de resolver o problema.

Como identificar um cachorro medroso?

Alguns sinais podem te ajudar a perceber que tem um cachorro medroso, como por exemplo, um comportamento diferente mediante a situações que não tem porque ter medo.

Os sinais também podem ser encontrados com tremedeiras, salivação, orelhas para trás, rabo entre as pernas, ou mesmo se esconder em busca de proteção.

Tudo isso são sinais que você deve ter em alerta.

Por que tanto medo?

De fato alguns cachorros realmente não tem motivos para o medo, mas há alguns fatores que podem ajudar,

  • Situações novas ou bem diferentes;
  • Ambientes e pessoas desconhecidas;
  • Filhotes e cães idosos podem apresentar maiores episódios de medo;
  • Ou mesmo abandono, agressão e outros traumas de cães abandonados.

Como eu posso ajudar meu cachorro medroso?

Como citamos o ideal é ignorar! Mas para isso é necessário ter certa paciência, muitas vezes você pode gritar e ficar nervoso perante aquela situação, e isso pode piorar ainda mais.

Quando o cão é novo o essencial é fazer com que ele confie em você, isso deve ser feito aos poucos, com pequenos passos, carinhos e gestos! Lembre-se que para ele todos esses momentos são novos.

Agora que você já sabe tudo sobre cães medrosos é hora de aplicar e fazer com que esse sentimento vá embora de uma vez por todas do seu cachorro.

E se você gostou das nossas informações de hoje continue em nossa página e confira muito mais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.