in

Como lidar com a perda do seu cão

Como lidar com a perda do seu cão:

Não importa quantas vezes você experimente, a perda de um cão é sempre difícil. Lidar com a perda de um cão amado nunca será fácil, mas o luto é uma parte importante da recuperação. Neste artigo, vamos discutir o que esperar quando você perde um cão, as etapas do luto e maneiras de ajudar as crianças com a perda.

O que eu devo esperar depois que meu cão morre?

Seu pet provavelmente era uma parte da sua vida, então até as tarefas mais comuns podem ser de partir o coração. Você pode estar se preparando para alimentar seu cão, ou leva-lo para passear apenas para lembrar que ele se foi. Você provavelmente vai chegar pra casa às vezes esperando aquela recepção calorosa. Pequenas coisas como arranhões no chão podem desencadear uma resposta emocional. Itens como caminhas, brinquedos, tigelas, são coisas que obviamente vão te lembrar. Porém se livrar de tudo que lembre o seu cão não é necessariamente a resposta correta. Se você deseja remover os pertences do seu cão de vista, simplesmente os guarde em algum lugar fora de vista. Você pode querer vê-los novamente no futuro.

Quais são os estágios do luto depois da perda do seu cão?

Esses estágios não querem simplesmente separar os lutos em etapas. São apenas para nos ajudar a entender melhor o luto. Dependendo da pessoa, esses estágios podem sobrepor-se com os outros e ocorrer em ordens diferentes. Você também pode acabar não vivendo todos esses estágios. Não existem fórmulas para o luto, são apenas maneiras de tentar concebe-lo melhor.

Negação: A negação é a primeira etapa do luto. Ela nos ajuda a sobreviver à perda. Nós todos começamos com um estado de choque e negação. Nós ficamos chapados. Nós tentamos encontrar uma maneira de simples passar cada dia sabendo que você não vai ser recebido daquela maneira que estava acostumado quando chegar a sua casa.

Negação e choque ajuda-nos  a ignorar nossos sentimentos de luto. Existe uma benção em negar. É uma maneira natural de suportamos o luto apenas do tanto que aguentamos. Com o tempo conforme você vai aceitando a realidade da perda de seu cão e começa a se fazer perguntas, você está inconscientemente começando o processo de cura. Você está ficando forte e a negação está começando a sumir, mas conforme você continua, todos os sentimentos, que você estava negando começam a surgir.

Raiva. Raiva é um estágio necessário do processo de cura. Esteja ciente que sentirá raiva, e ela vai parecer sem fim. Quanto mais verdadeiramente você sentir esta raiva, mas ela vai começar a dissipar e mais você vai se curar. Infelizmente raiva não tem limites. Ela pode se estender aos seus amigos, família, você mesmo e até mesmo ao seu cão que morreu. A raiva é forte e pode ser uma ancora, dando estrutura temporária para a perda de seu cão.


Barganha. Antes de uma perda, parece que você fará qualquer coisa se seu cão puder ser poupado. Nós nos perdemos em um labirinto de “se apenas” ou “mas e se?”. Queremos que a vida retorne ao que era; nós queremos o nosso cachorro de volta. A culpa é frequentemente a companheira de barganha. Os “se” nos fazem encontrar falhas em nós mesmos e o que achamos que poderíamos ter feito de forma diferente. Nós permanecemos no passado, tentando negociar nossa saída da mágoa e trazer nosso cão de volta.

Depressão. Depois de barganhar, nossa atenção se move para o presente. Sentimentos vazios se apresentam, e a dor entra em nossas vidas em um nível mais profundo e é a resposta apropriada para uma grande perda. Depressão após a perda de um cão é muitas vezes vista como não natural: um estado a ser corrigido, algo para se livrar. Não sentir depressão depois que seu cão morre seria incomum. Se o luto é um processo de cura, a depressão é um dos muitos passos necessários ao longo do caminho.

Aceitação. A aceitação é muitas vezes confundida com a noção de estar bem com a morte do seu cão. A maioria das pessoas raramente se sente bem com a perda de um cachorro. Esta etapa é sobre aceitar a realidade de que nosso cãozinho desapareceu fisicamente e reconhecer que essa nova realidade é a realidade permanente e, eventualmente, aceitamos essa realidade.

Como posso ajudar meus filhos a lidar com a perda do cachorro da família?

A perda do cão da família pode ser a primeira experiência de morte do seu filho e a sua primeira oportunidade de ensiná-lo a lidar com o sofrimento e a dor que inevitavelmente acompanham a alegria de amar outra criatura viva. Perder um cão pode ser uma experiência traumática para qualquer criança. Muitas crianças amam seus cães muito profundamente e algumas podem até não se lembrar de uma ocasião em que o cachorro não estava por perto. Uma criança pode sentir raiva e se culpar, ou culpar você, pela morte do cachorro. Uma criança pode sentir medo de que outras pessoas ou animais que eles amam também possam deixá-los. O modo, como você lida com o processo de luto, pode determinar se a experiência tem um efeito “positivo” ou “negativo” no desenvolvimento pessoal do seu filho.

Alguns pais acham que devem tentar proteger seus filhos da tristeza de perder um cachorro, seja não falando  sobre a morte do cachorro ou não sendo honestos sobre o que aconteceu. Fingir que o animal fugiu, por exemplo, pode deixar uma criança ainda mais confusa, assustada e traída quando finalmente descobre a verdade. É muito melhor ser honesto com as crianças e permitir-lhes a oportunidade de sofrer do seu próprio jeito.

Deixe seu filho ver você expressar sua própria dor pela perda do cão. Se você não tiver o mesmo sentimento de perda que o seu filho, respeite a dor deles e deixe-os expressar seus sentimentos abertamente, sem fazê-los se sentirem envergonhados ou culpados.

As crianças devem sentir-se orgulhosas por terem muita compaixão e se importarem profundamente com seus cães.

Garanta ao seu filho que ele não foi responsável pela morte do cão. A morte de um cão pode levantar muitas questões e medos em uma criança. É importante falar sobre todos os seus sentimentos e preocupações.

Se você escolheu a eutanásia para o seu cão, seja honesto com o seu filho. Explique por que a escolha é necessária e dê à criança a oportunidade de passar algum tempo especial com o cão e dizer adeus à sua própria maneira.

Não se apresse em obter um novo cachorro para a criança antes que ela tenha a chance de chorar. Seu filho pode se sentir desleal, ou você pode enviar a mensagem de que o pesar e tristeza sentida quando algo morre pode simplesmente ser superada com a compra de um substituto.

Não há regras para morte, luto, tristeza e recuperação. Para muitos, a perda de um cão é como perder um membro da família e deve ser tratada como tal.

What do you think?

-1 points
Upvote Downvote

Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0

Comments

0 comments

Como ajudar seu cachorro a lidar com a morte de outro cachorro

Cuidados básicos com o seu cachorro