in ,

Datas importantes: o primeiro passeio de seu filhote

Hoje vamos focar no primeiro passeio do filhote; quais cuidados é necessário tomar? Qual é o momento certo para sair com o pet na rua? Tem como educá-lo para esse momento?

cachorros

Muitas pessoas preferem adotar cachorros ainda filhotes, pois, além de terem a oportunidade de acompanhar o seu crescimento, conseguem educar da forma que melhor se adapta à sua rotina. Mas vale ressaltar que também é importante ter esse cuidado com os cachorros já adultos, tendo em vista que a quantidade deles nos abrigos é bem grande.

Essas e outras dicas você verá nesse post completo sobre o primeiro passeio do filhote. Um momento tão esperado pelo tutor e também pelo animal, que vai amar esse momento, levando em conta que praticamente todos os cães amam sair para passear.

Quando é o momento ideal para dar o primeiro passeio com o cachorro?

 É essencial que você saiba que para dar o primeiro passeio na rua, é preciso que o animal esteja com todas as vacinas iniciais em dia e que ele tenha, pelo menos, três meses de vida, antes disso, é totalmente perigoso colocar o cão à exposição.

Além dos cuidados em relação à saúde do animal, é preciso também levar em conta se ele está educado ao ponto de obedecer às suas ordens como, por exemplo, sinais do tipo: senta, deita, pare, junto, quieto, aqui e outras que você define importante para o convívio de vocês.

Outro cuidado essencial é que o cachorro aceite de forma tranquila a coleira, pois, sem ela, não é recomendado sair para passear, principalmente em locais com muita movimentação de carros.

Então, antes de sair de casa, é preciso estar ciente desses cuidados e, em relação à coleira, coloque-a algumas vezes no cão e ande pela casa, isso fará com que ele acostume até chegar ao ponto de pegar a coleira sozinho e lhe entregar como um sinal de que quer passear.

Apresente a rua ao animal

 Faça isso desde que o cachorro for novo, mesmo que antes dos três meses de vida. Se você levá-lo no colo ou dentro do carro não terá problemas, lembre-se apenas que não é permitido que ele entre em contato com o chão e com outros animais. Fazendo isso, o cachorro irá se acostumar mais rapidamente com o ambiente aberto, com pessoas diferentes e também a outros animais. Assim, no momento de levá-lo para passear com a coleira, não terá problemas relacionado ao medo do animal.

Cuidado ao escolher a coleira

 Existem muitos modelos de coleiras diferentes, mas é preciso tomar cuidado ao escolher a do seu pet. É indicado que ela seja de nylon ou algodão, pois são mais confortáveis e não machucam o pescoço do animal. Também existem as que são chamadas de peitoral, teste qual coleira seu cachorro se adapta melhor ou se sente mais confortável.

Além disso, é importante tomar cuidado com o tamanho da coleira. É preciso que ela tenha no mínimo 1,15 de comprimento e no máximo 1.80.

Veja também tudo o que você precisa saber para criar seu cão em um apartamento

Prefira dias frescos e horários alternativos

 É extremamente importante tomar cuidado com o horário que esse passeio será feito, pois não pode ser ao meio dia, hora em que o sol está muito forte. Por isso prefira a parte da manhã ou o fim da tarde para levar o seu cachorro para passear.

Ao sair na rua em um dia que fez muito calor, coloque o seu pé ou sua mão no chão e veja se consegue permanecer sem sentir queimar, se sim, pode passear com o animal, caso esteja muito quente, não saia de casa, pois irá machucar as patas do cachorro. Além disso, não se esqueça de levar água e também saquinhos higiênicos para recolher as necessidades do animal, caso ele faça na rua.

Para saber outras informações sobre cuidados com cachorros continue em nosso portal e confira todos os posts.

Veja mais: Foxhound Inglês | Braço húngaro de pelo curto | Cimarron Uruguaio

Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comments

0 comments

raças de cachorros

Tudo o que você precisa saber para criar seu cão em um apartamento

Vermífugo e vacinas para cachorro filhote, tudo que você precisa saber