in , ,

Doenças comuns em cachorros domésticos

Os cães merecem todo nosso carinho, atenção e também o nosso cuidado, pois assim como nós eles podem ter diversos problemas de saúde, dos mais variados tipos.

E claro, nunca gostamos de ver o nosso pet nessa situação, né? Por isso é importante ter um veterinário de confiança para qualquer suspeita ser logo descartada ou tratada.

Em nosso artigo de hoje você vai conhecer as doenças mais comuns que um cachorro doméstico pode ter. Confira.

Alergia alimentar

Muitas vezes os pets ficam extremamente sensível a alguma substância contida nos alimentos, e isso faz com que aconteça uma resposta imunológica.

E como é comum em alergias eles vão ter coceira excessivas, que podem ser machucadas com as suas unhas, já que eles tentam se coçar sem parar. Os quadros gastrointestinais, como diarreia e vômito também estão presentes no quadro, e se não for tratado pode ser um quadro extremamente letal para os nossos bichinhos.

Geralmente o quadro acontece devido as raçoes muito industrializadas, que podem apresentar algumas substancias químicas. Ou mesmo alguns alimentos como a carne bovina.

Para evitar que tudo isso aconteça é necessário ter atenção na qualidade da ração, e nas suas substância, como por exemplo, corantes.

O local que eles comem também pode ter relação, como por exemplo, os potinhos de plástico, sempre prefira os de alumínio. Além disso dar banho em excesso pode retirar a oleosidade da pele que protege os animais.

Peça orientação ao seu veterinário sobre a melhor ração para a raça / idade do seu pet.

Depressão

Sim, a depressão em animais pode ser bem mais comum do que você imagina! Ainda não se sabe ao certo o que acontece no cérebro dos animais para que eles fiquem assim.

Mas os sintomas são bem parecidos com a depressão que temos. Os primeiros sinais que o seu bichinho possa estar sofrendo de depressão é a recusa alimentar, o isolamento, a vontade cada vez menor de brincar, e uma mudança brusca no comportamento.

Isso pode ser causado devido a grades mudanças, como rotina, casa, perda de alguém (outros animais ou humanos), ou até mesmo ficar menos tempo com o dono.

A melhor coisa contra a depressão é sempre passear com seu animalzinho. E sempre que puder, estar perto dando muita atenção e muito carinho.

Erlichiose (doença do carrapato)

Aqui temos um quadro de uma grave infecção que pode ser transmitida por carrapatos que tenham em si a bactéria chamada ‘’erlichia’’.

O carrapato vai se contaminar ao ingerir sangue de animais que estão doentes, e vai conseguir transmitir essas bactérias para os cães saudáveis.

A doença gera muitos problemas nos pets, como a anemia, a hemorragia, doenças neurológicas, insuficiência renal, entre outras. Sendo a mais grave a anemia, que pode levar o pet a morte.

O pet pode começar a ser sintomas tosse, depressão, diarreia, falta de vontade de comer, e até dificuldade na respiração. O diagnóstico deve ser feito por meio de exames, por isso aos primeiros sintomas é importante levar o cão até um veterinário. Pois, nas primeiras fase da doença o tratamento pode ser feito com remédios e pode dar bons resultados.

Nesse caso a melhor prevenção é aplicar mensalmente remédios contra os ectoparasitas, que vão evitar que o pet seja infestado por qualquer tipo de carrapato.

Insuficiência renal

Os cães também podem sofrer de problemas renais. A doença altera a capacidade de filtragem no rim, o que vai ter como consequência a retenção da ureia e da creatinina, compostos tóxicos, que eliminam compostos importantes para o organismo através da urina.

Geralmente a doença é causada pela idade do pet, já que o envelhecimento pode afetar esse órgão. Porém, há a insuficiência por fatores agudos, como processos infecciosos e tóxicos.

Porém, a doença em grave estado pode causar diversos problemas aos pets, como ulceras, pressão alta, e até mesmo a cegueira.

Os primeiros sintomas dos animais é a perda de apetite, o rápido emagrecimento, vômito e diarreia. A urina do animal costuma dar sinais, saindo sempre bem clarinha.

O diagnostico é feito através de exames específicos no sangue e na urina do animal.

A melhor prevenção nesses casos é saber se a raça apresenta predisposição para o problema, e assim sempre monitorar o rim por meio de exames. As raças com maior predisposição são: lhasa, doberman, beagle e sharpei.

Obesidade

A obesidade também é considerada uma doença que podem atingir os pets, a doença se dá pelo excesso de gordura do cachorro, ou seja, o seu peso está bem acima do que deveria.

Geralmente isso é causado por uma dieta inadequada e também por um sedentarismo, assim o cão não consegue eliminar aquilo que consumiu! E tudo isso pode dar espaço para que outras doenças cheguem até o pet.

Há raças com maior pré disposição que outras para a doença, como por exemplo, o pug, que é uma raça bem preguiçosa e que não faz questão de passeios e exercícios.

Os cães que estiverem acima do peso podem ter problemas de diabetes, alterações neurológicas e até mesmo problemas nas articulações. Além de ficarem cansados com pouco.

A melhor prevenção é promover uma alimentação de qualidade, sempre de acordo com a idade do pet! Maneire também nos petiscos! Além disso é muito importante que o animal sempre se mantenha ativo!

E se você gostou do nosso artigo de hoje continue em nosso site para conferir muito mais.

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comments

0 comments

Dicas para ter um cão feliz e saudável