Home Doenças Doenças que os pets podem transmitir

Doenças que os pets podem transmitir

95
0

Os cães são os nossos melhores amigos, e estão sempre prontos para nos oferecer amor, carinho, companhia, diversão e muito, muito aprendizado!

Ter um animal doméstico em casa traz inúmeros benefícios para toda a família, além das crianças crescerem mais saudáveis, as pessoas tem menos chances de adquirir transtornos ansiosos, ou depressivos, por exemplo.

Além de claro, serem mais ativas por precisarem estar sempre passeando e brincando com seu cãozinho!

Mas muita gente ainda tem dúvidas em relação ao seu cão ser criado em casa, isso porque trazer o cão pra dentro de casa é ‘’recente’’ antigamente o lugar deles era no quintal.

E na verdade, os animais podem sim ser criados em casa, tudo isso depende muito mais da estrutura física do local, e também da estrutura familiar. Por isso é muito importante escolher um animal de acordo com as suas condições, por exemplo, não dá pra ter um cão de porte grande dentro de casa, isso só vai fazer o animal sofrer com a falta de espaço.

Além disso é preciso planejamento de tempo e também de dinheiro para passar periodicamente nas consultas veterinárias! Muita gente não sabe, mas existem diversas doenças de caráter zoonóticos (doenças que passam dos animais para os homens).

Em nosso artigo de hoje você vai conhecer algumas delas! Confira.

Micose

A micose é um tipo de fungo, fungo que pode estar presente nas pessoas e também nos animais! Porém, há alguns tipo de micoses que ao afetar o animal passam a ser transmitidas para nós, quando estivermos com a resistência mais baixa.

Para evitar esse problema não deixe o animal na rua sozinho, e evite que ele tenha contato com outros animais doente. Além disso qualquer sinal mais estranho procure imediatamente o veterinário, para já começar um tratamento.

Outra dica que ajuda bastante é lavar bem as mãos depois de brincar com seu pet.

Verminoses

Até mesmo os animais bem cuidados podem estar expostos a contaminação de vermes, principalmente os filhotes, já que podem adquirir no parto ou ao mamar.

Além do mais os vermes estão presentes em todos os lugares, seja no ar, na água, nos alimentos, naquele passeio na rua, etc. E não podemos dar uma superproteção ao nosso cãozinho e nem evitar que faça todas essas coisas, né?

Porém, algumas desses verminoses podem contagiar a nós! Por isso, mantenha seu animal sempre limpo, tenha cuidado ao limpar as fezes do cachorro, e também mantenha sua higiene sempre em dia.

Outra coisa que ajuda bastante é a vermifugação periódica, que vai evitar a infestação.

Raiva

A raiva é uma doença considerada antiga e que sempre foi muito falada, sendo uma das principais quando o assunto é o contagio humano. A raiva é causada por um vírus extremamente grave e também letal.

O ser humano contrai a doença ao ter contato com a saliva do animal que está contaminado.

A boa notícia é que essa doença está bem controlada no país, principalmente nos centros urbanos! Isso foi possível graças as grandes campanhas de vacinação.

Por isso todo o cão deve tomar a vacina, independente de qualquer coisa, pois essa é a melhor forma de evitar que essa terrível doença apareça.

Leptospirose

Por mais que a bactéria seja mais transmitida por ratos, ela também pode ser transmitida por pets, e como sabemos, é uma doença muito grave.

A bactéria geralmente está presente na água, ou nos alimentos contaminados pela urina dos animais doentes. Assim, o cão com o vírus pode transmitir a doença para outros animais e para nós.

É importante os cães que vivem em área de risco receber a vacina, pelo menos a cada 6 meses. Além de sempre manter seu ambiente limpo, eliminando qualquer resquício da presença de um rato.

Assim que o animal for diagnosticado é importante o início rápido do tratamento.

Doença de Lyme

A doença de Lyme pode ser transmitida para o cachorro por meio do carrapato. Ou seja, seu cãozinho pode estar com carrapato e você ser afetado pela doença, por isso é importante estar sempre de olho nesses detalhes.

Além disso a doença dá uma intensa coceira, um aspecto vermelho na pele ou até mesmo esbranquiçado. O melhor tratamento é o uso de antibiótico, a boa notícia é que não é tão grave, mas sempre precisamos estar de olho a qualquer sinal diferente para que o tratamento correto seja realizado.

Ancilostomose

Essa doença na verdade é um tipo de verminose, que pode estar presente nas fezes dos cães e dos gatos, assim podendo afetar os humanos quando andam descalço, por exemplo. Ou quando entram em contato por qualquer motivo com as fezes em questão.

O que acontece nessa doença é que o verme consegue penetrar a nossa pele, e ela nos provoca anemia! Ou seja, não é algo leve. Por isso muito cuidado.

Capnocytophaga canimorsus

Aqui temos um tipo de bactéria que pode estar presente na boca de alguns cachorros, e que podem ser transmitidas por mordidas ou com algum contato de uma ferida com a saliva do animal.

A boa notícia é que essa infecção é rara, pois ela é altamente perigosa, podendo nos colocar em risco em 24 horas, pois afeta o corpo todo.

Porém, todas essas doenças podem ser facilmente evitadas com vacinação correta, consultas periódicas, e claro, a higienização dos animais e a nossa pós contato com eles.

E se você gostou do nosso artigo de hoje continue em nosso site e confira muito mais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.