in ,

Fisioterapia para cães

Sabemos que com o passar dos anos os cães começaram a ocupar lugares verdadeiramente centrais em nossa vida, sendo reconhecidos como verdadeiros companheiros de toda família.

E mediante a isso surgiram novos cuidados aos nossos pets, como roupas, tosas, programas especiais como hotéis ou escolinhas! e também foram surgindo cada vez mais cuidados com a saúde, até porque novas doenças foram sendo descobertas.

Por vezes os cães precisam até de um cuidador maior, e é aí que entra a fisioterapia para os cães.

A fisioterapia para os cães é indicada quando há constatação de algum problema ortopédico, que pode ser causado por algum acidente doméstico, obesidade ou mesmo velhice!

Com o tratamento os pets ganham uma maior qualidade de vida, aumentando sua locomoção e diminuindo suas dores. E em nosso artigo de hoje você vai saber mais sobre essa prática.

A fisioterapia para cães

Os princípios da fisioterapia dos cachorros é muito parecido com os princípios da nossa fisioterapia! A prática chegou ao mundo animal mais ou menos na década de 70, inicialmente muito utilizada em animais de portes grandes como cavalos, e desde então os métodos foram sendo cada vez mais atualizados para começar atender também a demanda de animais domésticos, como o cachorro.

Para os cães o método ficou ainda mais parecido, podendo ser utilizado os mesmos aparelhos, só que adaptados ao tamanho e as necessidades do cachorro.

O método faz com que eles se recuperem de forma bem mais fácil de uma cirurgia, ou acidente, por exemplo. E por vezes evita que sejam aplicadas técnicas mais invasivas.

Quem pode fazer fisioterapia nos cães?

Diferente de nós humanos, que temos uma especialidade para cada coisa, e a fisioterapia deve ser necessariamente realizada por uma fisioterapeuta, os cães não precisam disso.

O médico veterinário pode fazer a fisioterapia sem problemas! Nesse caso os fisioterapeutas não podem de forma alguma atuar no atendimento aos animais, porque não possuem técnica e nem conhecimentos para isso.

O ideal é procurar um médico veterinário que se especializou na área, com certeza ele é o mais adequado para atender a demanda que o cachorro precisa nesse momento.

Quando a fisioterapia em cães são necessárias?

O profissional que vai dizer quando é necessário a fisioterapia ou não, é o veterinário! Geralmente o procedimento é indicado para a recuperação e para a manutenção de alguns movimentos, além de poder auxiliar no alívio das dores.

Os casos mais comuns de fisioterapia é quando ocorrem luxações de patela ou hérnias de disco, por exemplo! Além disso muitas raças tem uma forte tendência a desenvolver ‘’displasia coxo femural’’ e nesses casos a fisioterapia pode ser a forma mais indicada de ajudar a fortalecer os músculos desses animais.

Por vezes os pets também podem sofrer acidentes domésticos, e nesse caso a fisioterapia também é muito indicada, e pode até mesmo evitar que o seu cãozinho passe por um processo cirúrgico.

Mas se não tiver jeito e precisar passar por uma operação, é recomendado sessões de fisioterapia no pós operatório para diminuir dores, e também acelerar todo o processo de recuperação da cirurgia.

E você pode se surpreender com os resultados, pois a fisioterapia vem sendo muito indicada para obesidade, e para doenças como diabetes, melhorando bastante a saúde do cãozinho. Interessante, né?

Mas para o profissional que realiza as sessões com certeza é um desafio, já que pode ser muito difícil fazer com que o animal se sinta confortável em mover algumas partes do corpo.

Os cães podem até mesmo passar muito tempo sem fazer certos movimentos, para que isso não geram mais dor, e por isso pode ser um grande desafio fazer com que eles voltem a realizar tais movimentos.

Nesses casos o profissional deve sempre orientar o dono, em como pode ajudar o pet no dia – a – dia, até mesmo com as questões de água e de ração. Por vezes o pet vai precisar fazer o menor esforço possível.

É bem comum que o seu pet sofra um pouquinho no início da fisioterapia, afinal, mexer em certas partes vai causar dor ao animal. Por isso a escolha do profissional é essencial, um profissional qualificado vai fazer de tudo para que essas dores sejam minimizadas ao máximo.

Métodos de fisioterapia para cães

Existem muitos métodos de fisioterapia para os cães, e cada um deles é indicado para um tipo de problema, aqui você vai conhecer alguns.

Eletroterapia: o procedimento consiste na utilização de correntes elétricas no tratamento para que as dores possam ser aliviadas, e para os músculos serem fortalecidos;
Cinesioterapia: esse procedimento consiste em diversos exercícios terapêuticos e de alongamento para que aconteça a reabilitação do animal. Inclusive os exercícios foram retirados da fisioterapia humana e foram adaptados para os animais;
Laserterapia: O laser é muito utilizado pois possui um efeito analgésico e também anti – inflamatório, assim pode diminuir bastante a dor que o pet sente e auxiliar no processo de cicatrização;
Magnetoterapia: Neste procedimento serão utilizados campos magnéticos para trabalhar as dores crônicas, como problemas na coluna e artroses. Todo o tratamento vai auxiliar no relaxamento do cão, fazendo com que ele se sinta muito bem após as sessões;
Massoterapia: A massoterapia é utilizada para massagear os cães, assim é possível diminuir a tensão dos músculos e também as dores, além de causar o bem estar por ser extremamente relaxante.

Gostou do nosso artigo de hoje? Então continue em nossa página e confira muito mais sobre o tema.

Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comments

0 comments

Gravidez do pet

Fases da vida de um cão