in

Mitos sobre cães

A nossa sociedade é cheia de mitos, não é mesmo? e alguns deles dizem a respeito de cães!

Ainda não se sabe ao certo como esses mitos ficaram tão enraizados e foram passando de geração para geração, isso pode ter acontecido porque alguém que tinha conhecimento sobre cães falou, e isso vou passando dentro da sociedade.

Mas muitas coisas foram evoluindo, e se tornando verdadeiros mitos! O nosso artigo de hoje resolveu realmente desmistificar algumas crenças populares que a maioria das pessoas acreditam sobre cães!

Ficou curioso e quer saber quais mitos são esses? Então continue em nosso artigo de hoje.

1 – Os cães são racistas?

Aqui temos o nosso primeiro mito! Cão nenhum é racista. O que pode acontecer é o que cão se tornar racista por algum trauma, mas o que acontece na maioria das vezes é falta de socialização primária com etnias diferentes.

Por exemplo, cães criados sempre com pessoas brancas podem criar algum receio ao ver uma pessoa negra, e o inverso também pode acontecer quando o pet é criado por uma família negra e depois tem contato com brancos.

2 – O cão precisa aprender a atacar para não atacar?

Aqui temos outro mito, já que não é necessário nenhuma tipo de estimulação a agressividade do cachorro! Essa estimulação geralmente deve ser feita quando o cão vai servir para guarda ou para casa.

Mas os animais domésticos não precisam aprender a atacar! Isso pode gerar uma agressividade desnecessária no cão, e no final, você e sua família pode sofrer com essas consequências comportamentais da agressividade.

3 – Os cães preferem ficar dentro de casa com os membros da família ou livres no quintal mais sozinhos?

Os cães são animais originários dos lobos, e por isso a maioria deles vai sempre preferir ficar com os seus companheiros de matilha! No geral, cachorros são animais que adoram e dependem muito da companhia de pessoas.

Por isso não ache que um quintal enorme vai fazer a felicidade do seu cachorro! Ele pode até se divertir por lá, mas é necessário não o deixar por muitas horas sozinho. Com certeza o seu pet vai preferir estar com a casa cheia e com pessoas ao seu redor, mesmo se o espaço for mais limitado.

4 – Deixar o cão preso é uma boa forma de o fazer ‘’virar’’ cão de guarda?

Não! O cão de guarda deve ter características corajosas, e atacar quando for comandado para tal! Isso não vai acontecer com um cão que fica o dia todo acorrentado. O cão preso vai se tornar muito mais agressivo e também neurótico, a única maneira deles se defenderem de um potencial perigo é atacando sem discernimento, já que não consegue sair ou fugir do local.

Os cães que crescem nessa condição de ‘’prisão’’ vai desenvolver temperamentos mais instáveis e também perigosos! São aquele tipo de cão que você vê por aí atacando o próprio dono, sabe?

5 – Preciso repetir várias vezes algumas coisas para que o meu cão aprenda?

Nem sempre! Os cães tem a capacidade e podem aprender algo no mesmo instante! Mas o repetição é válida para aconteça o condicionamento, isso vai servir para fixar o aprendizado e auxiliar o pet a identificar exatamente o comportamento que ele deve ou não deve ter.

Essa repetição do dos comportamentos para aprendizagem vai depender também da raça! Alguns pets podem precisar de mais repetições do que outros, por exemplo.

6 – Focinho quente ou seco pode ser sinal de doença?

Aqui temos um grande mito! As pessoas acreditam que ao tocar no nariz do pet e ver que sua temperatura está mais gelada ou úmida pode ser sinal de alguma doença! Mas não, o focinho do cão não é algo que vai medir a sua saúde.

Por exemplo, o focinho pode estar quente e seco quando ele acorda, e isso é natural! O que não é normal é a aparência com escamas, por exemplo, isso sim pode indicar alguma doença, mas não a temperatura em si.

7 – A boca de um cachorro é mais limpa que a boca de muitos humanos?

Com certeza você já deve ter ouvido bastante essa frase por aí! Ela geralmente é usada por donos que justificam o porque deixam seus cachorros os lamber, etc.

Mas não é verdade a frase, isso porque a boca do animal é composta por diversos germes, bactérias e outras coisas que podem não ser nada agradáveis!

Você deve pensar que o cão vai lamber quase qualquer coisa que vê na frente! Além disso ele vai encostar o focinho em tudo que é lugar, como na rua, no lixo, sapatos, e afins! E o que ele vai fazer depois de encostar em tudo isso? Lamber o seu próprio focinho!

Depois ele vai voltar a lamber suas partes íntimas que saiu urina e fezes! Por isso, a boca de um cão definitivamente não é mais limpa do que a de um humano! Porém, a maioria desses germes presente na saliva do cachorro não causam mal a nossa saúde desde que as vacinas estejam em dia.

8 – um ano de um cachorro equivale a 7 anos humanos

Aqui temos outro grande mito! Esses cálculos são totalmente variáveis, até porque vão depender de uma série de coisas, inclusive do porte do cachorro! Os cães menores tem uma expectativa de vida maior do que cães maiores, por exemplo! E só por isso essa lógica não dá certo!

Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comments

0 comments

Motivos e dicas para quem quer adotar um cachorro

Meu cachorro não quer andar na rua, o que fazer?