Home Adestramento Segundo pet em casa: como agir para que o primeiro contato com...

Segundo pet em casa: como agir para que o primeiro contato com o outro cachorro seja positivo?

79
0
cachorros

Se não houver muita cautela nesse momento, é possível que os cães se estranhem um pouco, mas, com alguns cuidados simples e práticos, eles se tornarão bons amigos dentro de pouco tempo. Saiba o que você deve fazer para que essa seja uma situação segura, confortável e divertida para os dois cachorros!

Como estabelecer um bom primeiro contato entre os cães?

Há vários pontos que devem ser analisados, desde a permissão que eles sintam o cheiro um do outro até a escolha do sexo e da idade do novo amigo canino. Confira algumas sugestões:

De preferência, escolha um cachorro do sexo oposto e com alguma diferença de idade

Geralmente, o relacionamento tende a ser mais tranquilo quando se trata de dois cachorros de sexos diferentes e com uma diferença de pelo menos dois anos de idade. Assim, eles perceberão que não haverá uma disputa pelo território, mas que ambos viverão juntos.

Isso não significa que as outras opções não possam dar certo, mas essa tende a ser a maneira mais simples e tranquila de fazer com que os dois cachorros tenham uma boa relação.

Não se assuste se os dois ficarem separados por um tempo

É comum que os dois cachorros fiquem relativamente longe um do outro, principalmente nos primeiros dias, o que acontece graças ao instinto dos cães. A situação é ainda mais comum quando há um filhote envolvido.

Na natureza, se um cachorro chega perto de algum filhote, a mãe deste chega para brigar e defender o pequeno. Por isso, cachorros maiores podem achar que a mãe aparecerá a qualquer momento e, assim, podem não se aproximar muito.

Com o passar do tempo, quando ele perceber que a mamãe não chegará para brigar por seu filhote, a tendência é de que eles se aproximem cada vez mais.

Deixe-os sentir o cheiro um do outro

O olfato é um dos principais sentidos dos cachorros, e quando eles sentem o cheiro de outro cão, a aproximação tende a ser mais saudável.

Se você quiser evitar eventuais brigas entre eles, deixe-os presos em sua caixa de transporte, mas um perto do outro, para que possam sentir o cheiro. Então, solte primeiro o mais velho, para que percorra o ambiente, depois prenda-o e solte o mais novo para que faça o mesmo.

Por fim, quando perceber um ar mais amistoso e tranquilo, solte os dois cachorros e veja como eles se relacionam.

Cuidado com as brincadeiras

É normal (e muito saudável) que os cães brinquem bastante, principalmente nos primeiros dias, quando estarão se conhecendo melhor. Porém, se um for muito maior do que o outro, é importante prestar atenção para ver se a brincadeira não é perigosa para o pequeno.

Às vezes, isso nem acontece por brigas, mas imagine que um cachorro mais velho e pesado caia por cima do filhote. Se isso acontecer, é bem provável que ele vá se machucar e se assustar. Portanto, monitore as primeiras brincadeiras e, caso note algo potencialmente perigoso, intervenha com carinho para evitar que eles se machuquem.

Garanta uma boa relação entre os dois pets!

Trazer um novo cachorro ajudará a deixar a casa ainda mais feliz e divertida, além de fazer com que os dois pets tenham com quem brincar. Ao colocar essas dicas em prática, tudo tende a correr da melhor maneira possível.

Se você quiser aprender mais sobre o universo dos cães, então acesse o portal Cachorros, que traz conteúdos interessantes a respeito de diferentes raças, seus costumes, cuidados com os pets e muito mais. Assim, você poderá ter uma relação ainda mais saudável com seus melhores amigos animais!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.